Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

V O G U E a n d L O V E

Um diário virtual (utilizado quase de mês a mês) que possui os desejos, partilha tendências e descreve peripécias de o dia-a-dia de uma rapariga normal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Catarina (22)
Um diário virtual utilizado de mês a mês que possui os desejos, partilha tendências e descreve peripécias de o dia-a-dia de uma rapariga normal.{mais}

mais mais mais

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Follow

~ 9 meses depois... ~

... Não, não nasceu uma criança! Pelo menos, não de mim! É simplesmente o espaço de tempo em que não posto. 

 

 

Tenho em privado algumas tentativas de regresso, mas não achei que estivessem boas o suficiente. Penso que esse tenha sido o meu problema ao longo dos últimos tempos, achar que não era boa o suficiente. Tanto eu, tanto os posts. Achava que não fazia sentido nenhum publicar e que não tinha conteúdo nenhum.

 

Mas até tinha. E senti falta.

 

 

No início de 2017, prometi a mim mesma que ia fazer mais do que gostava, sem ter de justificar nada, nem ter de me justificar a ninguém. "Esqueci-me" do blog.

O que é que aconteceu ao longo deste tempo todo?

- Fiz trabalhos da faculdade com a melhor comparsa de sempre (hiiiii Tixaaaa! 💗);

- Arranquei um dente do siso;

- Visitei restaurantes vegetarianos excelentes (o Local e o House of Wonders, ambos em Cascais);

- Foi o natal de 2016;

- Fiz 22 anos;

- Foi a passagem de ano de 2016 para 2017;

- Continuei com crises existenciais;

- Engordei;

- Passei o primeiro semestre da faculdade;

- Lasquei um dente a comer uma... Goma (coisas que me acontecem só a mim);

- Vi o "La la land" (é tããããão lindo!);

- Estive em estágio (e foi incrível!);

- Evitei usar maquilhagem;

- Fiz a minha terceira peregrinação a Fátima;

- Li "O diário de um mago" de Paulo Coelho;

- Li o "Pais brilhantes, professores fascinantes" de Augusto Cury (e os dois são excelentes!!);

- Passei a cozinhar mais;

- Meditei mais;

- O meu portátil e o meu telemóvel avariaram ao mesmo tempo;

- Fiquei uma pilha de nervos;

- Chorei muito;

- Comecei a aprender a costurar à máquina;

- Passei imenso tempo com o meu sobrinho;

- Fui aos saldos (comprei tudo em preto);

- Voltei a publicar no blog.

 

Não escrevi tudo o que se passou mas também não importa muito. O que importa mesmo é voltarmos aos sítios onde somos felizes, mesmo que digam que isso não é bom. 

Moral da história: Independentemente do tempo de passe, das voltas que a vida dê, não se esqueçam das vossas raízes, origens, gostos, o que vos alimenta a alma, o que vos faz felizes e corram atrás disso. Só disso. Em nome do vosso bem-estar.

 

A quem deixou comentários, mais uma vez obrigada pelo carinho!

 

Vemo-nos no próximo post, prometo que será mais animado!

 

XX, Catarina

Novos Começos

Há algum tempo li por aí:

«Somos o resultado das viagens que fazemos,
dos livros que lemos
e das pessoas que amamos»

Na altura concordei com a ideia, mas hoje em dia estou a senti-la.

Deparar-me com novos começos, novas realidades, novas pessoas foi um desafio. Desafio porque tive de sair da pequena bolha em que vivi nos últimos tempos e conjugar a minha nova formar de pensar, estar, ser - resultado das viagens que fiz, dos livros que li e das pessoas que amo - com esta nova realidade. Mas... Já passou!

 

Como já passou, houve uma série de coisas boas que voltaram como... A minha inspiração.

Não prometo nada, mas espero voltar por aqui!

 

XX, Catarina

 

 

Aula na M.A.C. ♡

O post de hoje já deveria de ter sido publicado em outubro mas não é por isso que deixa de ser especial. Bastante especial. Vou partilhar convosco a realização de um sonho: uma aula na M.A.C.!

Desde muito pequena que adoro maquilhagem e tudo o que está relacionado com o mundo da beleza. Foi no youtube que descobri a marca de maquilhagem MAC e desde aí lembro-me de guardar todos os croquis de maquilhagens possíveis e imaginários que encontrava online para um dia mais tarde tentar reproduzi-los. Tenho a pasta com todos eles até hoje. 

Porém, a melhor parte foi quando descobri que iria ter o meu próprio croqui, resultado da aula de maquilhagem que iria ter!

 

Esta aula foi uma surpresa do meu ♡ para mim e deixou-me... Sem palavras. É tão bom ter alguém com quem possamos partilhar os nossos sonhos e sentir que essa pessoa nos apoia.

Mas deixemo-nos de lamechices e passemos à aula em si.

aulamac.jpg

Cheguei à MAC à hora marcada e tinha à minha espera uma maquilhadora que iria ser a minha professora nas próximas duas horas. Esta perguntou-me quais eram as minhas maiores dúvidas na maquilhagem e este tornou-se o ponto de partida para a aula.


No meu caso, eu queria saber como fazer um delineado esfumado, fazer uma boa preparação de pele e ainda esclarecer outros tópicos de menor relevância.

 

Iniciámos a aula com uma maquilhagem de olhos para utilizar durante o dia. O objetivo foi, depois, transformá-la numa maquilhagem de noite. A maquilhadora explicou-me o tipo de sombras a utilizar, o tipo de pincéis, os locais específicos para as colocar, as técnicas, etc. Aprofundou bastante como fazer o delineado para o meu tipo de olho (a minha maior dúvida) e as técnicas foram absolutamente incríveis.

Nesta fase, a maquilhadora fez a maquilhagem de um dos olhos e eu reproduzi tudo no outro olho. Passinho por passinho.

 

Depois esclarecemos as dúvidas dos cuidados e preparação de pele.
Recentemente tive uma crise de acne, da qual ainda estou a recuperar. Este episódio deixou-me com a autoestima um pouco em baixo, daí esta parte da aula ter sido fundamental para mim.

 

Esclarecidas todas as dúvidas, seguiu-se a parte mais complicada: A escolha dos produtos.

aulamac2.jpg

 

 

Para quem não sabe, o valor da aula reverte em produtos à nossa escolha. Eu preferi cingir-me aos que a maquilhadora me sugeriu e eles foram:

1. Pro longwear - É um pó compacto que parece o efeito blur do photoshop. Na minha pele, ele esconde todos aqueles poros mais salientes. Deixa um efeito bastante matificante mas ao mesmo tempo é um pó muito leve e de grande durabilidade.

2. Select cover up - Este é um corretor de olheiras mas que serve para corrigir todas as imperfeições que possamos ter. Escolhi-o porque gostei bastante como ele corrigiu todas as manchas e borbulhas causadas pelo acne. Um ponto positivo deste produto é que não é necessária muita quantidade, pois o produto é bastante concentrado. Para além disso, a cobertura pode ser construída através de várias camadas.

3. Twig Lipstick (satin) - Decidi escolher um tom natural que pudesse usar bastantes vezes. Este tom é um rosa queimado muito clássico. O acabamento satin, uma ótima opção para quem cujos lábios são muito secos (como é o meu caso). É o intermédio entre o acabamento matte e o lustre/glazze. 

4. Cork eyeshadow (satin) - Esta sombra ajuda a uniformizar o tom da minha pálpebra. Quando aplicada em maior quantidade ajuda a construir a linha do côncavo. É ainda uma ótima sombra para demarcar a transição de cores.

 

Como viram, escolhi produtos que pudesse usufruir bastante no meu dia-a-dia, sendo eles muito práticos.

Resumindo, o valor da aula são 75€ que, no meu caso, reverteram em 4 produtos. Podem parecer poucos produtos para a quantidade de dinheiro, mas o que é certo é que este acaba por ser um investimento em produtos profissionais de uma qualidade incomparável e de uma grande durabilidade.

 

Peço desculpa se a publicação ficou demasiado descritiva, mas, até hoje, não consigo conter o meu entusiasmo!

XX, Catarina

 

 

5 anos de blog

(OBS: pode parecer que tenho algum tipo de distúrbio nos parágrafos seguintes, mas acreditem que não! A publicação que se segue é inteiramente dedicada ao meu próprio blog).

 

Querido Vogue and Love,

 

Hoje celebras mais um aniversário. O teu quinto aniversário. 

É certo que quando chega este dia e celebras mais um ano, por norma, agradeço sempre às pessoas que passam por aqui. Mas nunca te agradeci a ti. 

Tu é que estás sempre disponível. No portátil ou no telemóvel, às 9 da manhã certinhas ou durante as minhas epifanias às 3 da manhã.

Mais um ano que guardas segredos, dramas, desejos, ideias, visuais... Como é que consegues?

Obrigada a ti, principalmente por me guardares todas as memórias, todas as aventuras, todas as fragilidades, todo o meu crescimento.

Espero que estejas comigo muitos mais anos, a cativar-me como nenhum outro blog me cativou. 

 

Cheers... To us! 

XX, Catarina

Bebida de outono favorita

Quem nunca passou horas no we❤it e no tumblr a gostar e reblogar fotos das bebidas e dos fascinantes copos do starbucks? Se vocês nunca, eu já passei horas e horas... Fascinada só com o copinho.

Depois comecei a implorar à minha irmã "LEVA-ME AO STARBUCKS!!!", sim porque este café nunca é perto de nada e nunca é perto para ninguém.

Chegada a primeira vez ao starbucks vem a confusão "Três tamanhos de copos diferentes? Frappuccino? Isso é quente ou frio? Para que é que eles querem o meu nome? Mas isto não vem com açúcar?" E depois de escolhida a bebida bem quentinha vem o "Fogo!! Escaldei a língua!".

[Dramatização em ação, não sou assim tão tótó, obrigada, de nada].

 

Nas outras visitas ao café a língua escaldada mantém-se, mas surge outra questão... "Porque é que eles nunca escrevem bem o meu nome?!?!?" Marketing, puro marketing.

 

E entretanto chega o outono e a bebida mais fantástica do Starbucks: Pumpkin Spice Latte. A mistura da abóbora, com o leite quente e a misteriosa canela. Por pouco não adormecia nos sofás do café. Ah, e o copo....!
cofee.jpg

 Por este, até vale a pena escaldar a língua.

 

XX, Catarina

VFNO - o olhar de uma principiante

Lisboa estava simplesmente caótica. E não, não eram os santos... Era a Vogue Fashion's Night Out.

 

Apesar de viver na capital, este foi o primeiro ano que fui à VFNO.

Vou ser sincera, arranjei-me um bocadinho e lá fui eu com as minhas amigas, no entanto sem intenções de fazer compras.... Apenas de me divertir. E assim foi.

Foi engraçado vivenciar uma noite assim, diferente. Mas também foi chocante ver as filas de pessoas à porta das lojas da Avenida da Liberdade, por exemplo, à porta da Furla. Afinal, estamos ou não em crise? 
Perguntas filosóficas à parte deixo-vos alguns registos da noite:

vogue.jpgO placard para tirar as fotos da praxe.

ac.jpgVários edifícios tiveram uma nova "roupagem". As diferentes luzes animaram a cidade.

 

 

 

barbie.jpgO único local que fiz questão de visitar foi a loja da Cubanas para ver o lançamento das galochas da Barbie ao vivo. Acho que já tenho uma história de amor com elas. Concorri no concurso para ganhá-las e falhou, mas agora é possível encontrá-las na coleção normal da loja.

 

cvbn.jpg

 Tentei escolher peças básicas, confortáveis mas ao mesmo tempo "arranjadinha". Acho que resultou.

E vocês, também foram?
XX, Catarina

 

 

 

Mas a sério que já é setembro outra vez?

"Lembras-te daquele encontro que combinaste com os teus amigos e prometeste que não ia passar deste verão? Esquece, já estamos em setembro."

Literalmente o que aconteceu não é verdade?
Mil e uma coisas que ficaram por fazer e mil e um sítios por visitar. Mesmo depois de nos apercebermos desta ideia, proponho-vos uma coisa... Neste minuto que se segue recordem os melhores momentos do vosso verão.

Foi bom não foi?

Pois bem o meu foi muito bom! Apesar de todas as adversidades que ocorreram, o melhor é focarmo-nos naquilo que de facto nos fez feliz.

ver.jpg

 

 

Foram os mergulhos, a música (variando entre esta, esta e esta), a água fresca, o calor na pele, o sol a brilhar, aqueles pequenos-almoços, almoços, lanches e jantares, os livros devorados, os passeios dados mas acima de tudo a companhia que definiram o verão. O meu foi ótimo!

 

Setembro chegou e espero que seja para todos um mês de recomeço, de reencontro (ou com os amigos, ou convosco mesmos), de descobertas, de mudanças... Que assim seja!

Força nos vossos projetos, trabalhos, estudos e sonhos. Pensamento positivo, vai correr tudo bem... Prometo! 

Digam-me qual foi o momento favorito das vossas férias!

XX, Catarina

 

"Não deixes de acreditar"

Esta manhã foi nostálgica.

Fui, finalmente, buscar o meu certificado e estou oficialmente licenciada.... Foi um grande misto de emoções. 

Pensar que esta pode ter sido a última vez que entro naquela faculdade. Olhá-la, agora vazia devido às férias, e ver em cada canto uma recordação, uma história, uma memória. Ver as pessoas que percorram comigo este caminho desafiador. 

Um misto de emoções por completo.

Quis o destino que, por 4 vagas, não entrasse em mestrado. 4 vagas. Estou como suplente e se 4 almas desistirem... Eu entro. 

 


Passei uma "última" vez pelos corredores, pensando que aquela poderia ser uma "última" vez ali e tudo para ir beber um "último" café ao bar da faculdade.

Lá estava o proprietário sempre bem disposto. Peço 2 cafés, um para mim e o outro para o meu pai. Quando atento à música da rádio, oiço a seguinte frase "Don't stop believin", música interpretada pelos Journey. 

Depois de todos aqueles "últimos" que me passaram pela cabeça, soube bem ouvir aquele "sinal" (eu acredito nestas coisas). 

Como o sr. So. me dizia "é viver um dia de cada vez". E eu cá espero pela resposta... Sem deixar de acreditar.

 

Não desistam dos vossos sonhos*

XX, Catarina

A felicidade nos dias de hoje

    Esta semana estou a trabalhar na minha área, ou seja, junto de um grupo de crianças. Numa das inúmeras viagens que temos de fazer de autocarro, ia acompanhada por uma das meninas mais traquinas do grupo (que por sinal foi a que mais rápido me conquistou o coração). Íamos as duas, lado a lado, em silêncio, a observar a paisagem. Até que passou um pássaro, que deve ter acompanhado o andamento do autocarro por alguns milésimos de segundo. Vimo-lo tão de perto que a reação imediata foi partilhar um sorriso por termos presenciado este momento juntas. E ficámos assim, felizes e a sorrir durante alguns minutos...

    Foi um momento extremamente simples, mas a riqueza da felicidade está aí. Moral da história: Não há nada melhor do que apreciar os mais simples momentos com quem mais gostamos. E ganhei o dia assim, de uma maneira tão inesperada.

 

    No entanto, nos dias de hoje, torna-se cada vez mais complicado sentirmo-nos totalmente felizes. Deparo-me com um mundo constituído por ilusões, aparências, onde a felicidade parece meramente "comprada". 

    Basta entrarmos numa rede social para nos apercebermos disso.

No Instagram, vemos a foto daquele conhecido a passar férias num destino paradisíaco, bem longe daqui, enquanto nós estamos em casa a poupar tudo o que temos porque nem todas as vidas são um mar de rosas.

Entramos no Facebook e vemos a foto daquela pessoa com quem não simpatizamos, ou até simpatizamos, rodeada de amigos dizendo "Que grande noite a de ontem!", enquanto nós fomos dormir às 22h30 exaustos pelo dia e trabalho que tivemos. Depois vemos os nossos amigos a viver a vida deles enquanto nós ficamos "para trás". Vemos aquela pessoa com um estilo de vida completamente saudável enquanto comemos um crepe com nutella. Vemos novas amizades a serem construídas... Por outros.

E entramos nesta espiral de pensamentos, ficamos tristes, sem forças, sem conseguirmos focarmo-nos no que é realmente importante para NÓS. 

 

 

Fiz um top de 3 coisas simples para reencontrarmos a felicidade mantendo-a connosco a longo prazo! *e para eventualmente vir ler quando me sentir em baixo*.

 

    1. Inspira-te 

    Nada melhor que nos rodearmos por algo que nos inspire. A internet, apesar de ser a fonte de muito mau estar criado pela nossa mente, também pode tornar-se um aliado para outras situações. Por exemplo, explorar o pinterest, tumblr, we heart it... Procurando imagens com que nos identifiquemos, que nos inspirem, e quem sabes, nos deem criatividade para aquele projeto que temos guardado na gaveta há anos! Ou até mesmo o youtube, pesquisando por pessoas cujos ideais, filosofias, estilo de vida e personalidade sejam idênticos aos nossos (No meu caso a minha "musa" inspiradora é a Mimi Ikonn!). E ainda existem mil e uma formas de nos inspirarmos: ler o nosso livro preferido, ver o nosso filme favorito, visitar um lugar que é especial para nós... Algo que nos encaminhe para o nosso verdadeiro eu.

 

 

    2. Aprende a gostar de ti

    Nem sempre é fácil, mas para nos darmos aos outros e para nos sentirmos bem com o mundo, temos de começar por nós. Pequenos mudanças na nossa vida podem ajudar neste campo, basta compreendermos o que precisamos de melhorar.

Já para não falar que, no final do dia,  nós somos a única pessoa com quem realmente podemos contar.. E se a busca pelo nosso bem estar implicar retirar pessoas-que-nos-querem-ver-bem-mas-nunca-melhor-que-elas da nossa vida, força! Temos de entender que, preocuparmo-nos connosco não é uma atitude egoísta mas sim construtivista!

 

    3. Segue o teu sonho

    Por vezes esquecemo-nos das nossas vontades, dos nossos desejos, dos nossos sonhos, de quem somos. Apesar do caminho para atingir o que queremos nem sempre ser fácil, não há melhor sensação do que aquela de alcançar os nossos objetivos. Focarmo-nos é o mais importante! E como é descrito no livro ,"O alquimista" quando seguimos o nosso sonho, todo o universo conspira para que ele se realize!

 

 

    Esta publicação ficou enorme mas senti uma enorme necessidade de a fazer. Isto tudo para vos dizer que, mesmo que estejamos a passar uma fase menos boa, mergulhando nas ilusões e aparências cedidas pelas redes sociais, pelas más energias, é inevitável nunca esquecer que: "A felicidade às vezes é uma bênção - mas geralmente é uma conquista."

 

XX, Catarina

Eu deveria estar a fazer o relatório de estágio...

Mas que saudades de ter tempo para postar.

A verdade é que houve alturas em que tive tempo mas não tinha inspiração daí ter-me afastado... Este foi o tempo máximo sem publicar, com muita pena minha.

Entretanto os meses passaram, o meu segundo semestre está prestes a terminar, já recebi a maioria das notas das cadeiras, já fiz o meu projeto, o meu estágio, a minha bênção e mais um dia  e entrego o relatório de estágio!
Estou completamente ansiosa para que este período termine!

vhbhj.jpg

 

Enquanto as férias não chegam estas são as vibes que se vivem: O verniz da Maria Vaidosa (violetta) nos pés e nas mãos. É lindissímo e infelizmente já tive a proeza de o partir. A cosmo que ainda nem tive tempo de ler! As sandálias da primark que berram "VERÃÃO"! E por último, o mais especial, o relógio pink glistar da swatch ♥ 

São estes os primeiros favoritos do verão, digam-me quais são os vossos!

XX; C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Catarina (22)
Um diário virtual utilizado de mês a mês que possui os desejos, partilha tendências e descreve peripécias de o dia-a-dia de uma rapariga normal.{mais}

mais mais mais

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Follow